Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/09/12 às 3h00 - Atualizado em 1/11/18 às 16h32

União aprova Expresso DF

O governador Agnelo Queiroz e o vice-governador Tadeu Filippelli, acompanhados do secretário-chefe da Casa Civil, Swedenberger Barbosa e do diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF) vistoriaram nesta terça-feira (18) as obras do Expresso DF. Também chamado de Bus Rapid Transit (BRT) Sul, o corredor exclusivo ligará as regiões administrativas do Gama, Santa Maria e Park Way ao centro de Brasília. O novo transporte já tem 10% das construções concluídas. A expectativa é de que até dezembro de 2013 ele esteja finalizado. Participaram da vistoria os secretários do PAC do Ministério do Planejamento, Maurício Muniz, e de Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, Júlio Eduardo dos Santos.

O BRT é um modelo de transporte público coletivo usado em várias cidades do mundo. O corredor exclusivo reduzirá o tempo de viagem de 90 para 40 minutos nos horários de pico entre a capital e Gama/Santa Maria. De acordo com estudos preliminares, espera-se que o projeto atenda 23 mil passageiros por hora, nos horários de maior demanda – início da manhã e final da tarde.

Agnelo Queiroz destacou a importância do Expresso DF no desenvolvimento do transporte público local e seu alinhamento com a política nacional anunciada pela presidenta Dilma Rousseff para melhorar a integração nas vias das grandes cidades. “Vamos estimular o transporte público como prioridade, e o BRT mostra que estamos em sintonia com as melhorias propostas pelo governo federal. Com uma ação integral, pautada pelo Plano Diretor de Transporte Urbano (PDTU), vamos entregar à população um transporte que será barato, rápido e eficiente”, declarou o governador.

A extensão da obra será de 35km, com 15 estações de embarque e desembarque e 15 passarelas. As obras começaram em dezembro de 2011. Até o momento, já foram concluídas 8,5km no subtrecho 1 (Gama/Catetinho), e 4km de extensão no subtrecho 6 (EPDB/EPAR). Essa etapa da construção consumiu 380t de aço e 3,166m³ de concreto. Foram feitos 8.220m de extensão de pavimento de concreto e 6.620m de pavimento flexível.

Tadeu Filippelli ressaltou que o novo modelo de transporte coletivo é um reflexo da transformação proposta neste governo no Distrito Federal. “Essa obra vai ser emblemática, tanto pela sua velocidade como pela forma em que está sendo executada. O seu progresso é inquestionável e vai permitir uma verdadeira mudança para vários usuários do transporte público”, afirmou o vice-governador.

PAC da Mobilidade – O BRT faz parte das obras do DF que receberão recursos da União por meio do Programa de Aceleração do Crescimento 2 – Mobilidade Grandes Cidades (PAC da Mobilidade). Ao todo, o governo federal investirá R$ 2,2 bilhões em três projetos locais: BRT Sul, Eixo Oeste e expansão do metrô.

Até agora, os recursos aplicados no BRT Sul são do GDF. Já foram investidos R$ 50 milhões dos R$ 533 milhões previstos.

Os secretários do PAC do Ministério do Planejamento, Maurício Muniz, e de Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, Júlio Eduardo dos Santos, participaram da vistoria e aprovaram o andamento das obras. Maurício Muniz, informou que é a 1ª vez que uma obra de transporte no DF obedece a um planejamento geral para atender um aglomerado de regiões administrativas. “É uma obra completa em sua infraestrutura e completa na sua concepção de segurança aos passageiros”, comentou.

Júlio Eduardo dos Santos também elogiou o empreendimento e garantiu que será enviada nesta terça-feira (18) uma recomendação à Caixa Econômica Federal (CEF) para liberar a verba prevista pelo PAC da Mobilidade destinada ao Expresso DF. “Estamos encaminhando todo o processo das obras do DF hoje à Caixa, para começar todo o procedimento de financiamento”, assegurou.

Congresso Nacional – O secretário de Transportes do DF, José Walter Vazquez, destacou que a capital sediará no próximo ano o Congresso Nacional da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em que serão avaliadas as obras do PAC da Mobilidade. “É uma oportunidade para demonstrarmos as construções, entre elas o Expresso DF. A importância dessa obra como divulgação do PAC e demonstração de mobilidade seria tanto para o governo federal como para o GDF uma marca histórica”, disse o secretário. Também estava presente na vistoria do Expresso DF o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Fauzi Nacfur.

Assessoria de Comunicação Social
DER/DF
3342-2106
www.der.df.gov.br

Créditos: Geilson Lima
Fotógrafo – ASCOM/ST

Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

DER

SAM Bloco C - Setor Complementares - Ed. Sede do DER/DF - CEP: 70.620.030 Telefone Geral: 3111-5500