Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/01/21 às 10h50 - Atualizado em 28/01/21 às 11h04

Uma EPTG melhor para trafegar

Três quilômetros da marginal ganham asfalto novo no sentido Plano Piloto-Taguatinga. Reforma vai beneficiar 25 mil motoristas

 

Responsável pela obra, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) investe R$ 450 mil na obra e vai aplicar cerca de 700 toneladas de massa asfáltica na estrada Foto: Lúcio Bernardo Jr. / Agência Brasília

 

Mais conforto e menos tempo no trânsito para os motoristas de Taguatinga, Vicente Pires, Águas Claras e cidades vizinhas. O Governo do Distrito Federal (GDF) iniciou, esta semana, a recuperação asfáltica da via marginal da Estrada Parque Taguatinga (EPTG). Serão três quilômetros de pista nova no sentido Plano Piloto-Taguatinga, no trecho que vai até o Viaduto Israel Pinheiro.

 

Responsável pela obra, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) investe R$ 450 mil na obra e vai aplicar cerca de 700 toneladas de massa asfáltica na estrada. É para melhorar as condições de tráfego em um local que já passou por vários alagamentos, atrapalhando a vida de quem passa por ali.

 

“Trata-se de um trecho que estava muito castigado, até mesmo em função das águas da chuva que desciam de Vicente Pires, antes da drenagem que o governo fez na cidade”, explica o diretor-geral do DER, Fauzi Nacfur. “Vamos recuperar toda a marginal e oferecer muito mais conforto aos nossos motoristas”, complementa.

 

A reforma vai beneficiar cerca de 25 mil condutores que trafegam diariamente pela marginal. “Ela dá acesso a Vicente Pires, que é uma cidade muito populosa. E vai facilitar para os moradores de Águas Claras e Park Way, que usam o viaduto para chegar até suas cidades”, lembra o engenheiro do DER, Mozer de Castro.

 

O aposentado Jair Barbosa, 68 anos, mora em Taguatinga Sul e passa diariamente pela via. Gostou do que viu e adiantou que os “pneus agradecem”. “Nesse trânsito que a gente enfrenta hoje em dia, é essencial melhorar a qualidade da pista. Traz mais segurança e rapidez também”, opina o senhor.

 

De passagem por Brasília, onde veio visitar a família, o professor Douglas Spíndola, 40, reforçou a relevância da obra. “Diminuir os buracos, preservar os nossos carros, reduzir o uso de combustível. Tudo isso vem como resultado”, acredita.

 

Material diferenciado

 

De acordo com o DER, a expectativa é liberar o asfalto novo na segunda-feira (1/2). A reforma é feita em quatro etapas: fresagem, recomposição asfáltica, aplicação de micro- revestimento asfáltico e sinalização. Cerca de 30 servidores do Departamento estão trabalhando no local.

 

O uso do micro-revestimento, por sinal, é um diferencial na recuperação da via. “É uma camada de asfalto, em que é usada também borracha na sua composição. Proporciona mais aderência e segurança ao usuário principalmente em períodos de chuva como o que vivemos”, explica Mozer. O material, segundo ele, também ajuda a aumentar a durabilidade do pavimento.

 

A reforma é mais uma melhoria que o governo traz para a região. No mês passado, o GDF inaugurou uma nova ponte construída sobre o Córrego Samambaia, próximo das obras de reforma da marginal. A ponte beneficiou principalmente os condutores que trafegam na região entre o Viaduto Israel Pinheiro e o primeiro balão no sentido Águas Claras/Arniqueira. Cerca de 60 mil veículos passam todo dia pelo caminho.

 

Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

DER

SAM Bloco C - Setor Complementares - Ed. Sede do DER/DF - CEP: 70.620.030 Telefone Geral: 3111-5500